Buscar
  • IBES

Pós-graduação em Enfermagem do Trabalho: entenda mais sobre o curso

Atualizado: Jan 8



Fazer um curso superior é da máxima importância para as pessoas que desejam se destacar no mercado de trabalho e conquistar uma carreira de sucesso. Existe uma concorrência no mercado muito grande e, em resumo, são os mais esforçados e os mais capacitados que conseguem os melhores resultados.


Depois de uma graduação, outra coisa que vale a pena fazer é uma pós-graduação, que é um aprofundamento dos assuntos abordados durante a graduação e dá um direcionamento para uma área mais específica. A pós é um curso muito importante atualmente para os profissionais que pretendem se diferenciar em qualquer área. Neste artigo, falaremos sobre a pós-graduação em Enfermagem do Trabalho!


Qual a importância da pós-graduação em Enfermagem do Trabalho?

O enfermeiro do trabalho é um profissional que estudou e se formou no curso de enfermagem. Esse enfermeiro presta ajuda ao paciente nos setores de trabalho, nos ambulatórios, nas atividades associadas aos serviços de higiene, segurança do trabalho e medicina. O profissional elabora projetos, identifica riscos de doenças ocupacionais, estimula a educação para prevenir acidentes, efetua treinamentos associados à prevenção de doenças, protegendo a saúde do trabalhador.

A importância em fazer pós-graduação em Enfermagem do Trabalho também está ligada ao fato de que essa área se responsabiliza pela efetivação de inquéritos sanitários, pelos cálculos de estatísticas de doenças e de mortalidade entre os trabalhadores. Também analisa os riscos de acidentes nas empresas, os critérios de insalubridade, as condições de trabalho das mulheres e dos menores de 18 anos de idade.

O que é o curso de Enfermagem do Trabalho?

O ensino de medicina do trabalho foi incorporado ao curso de Medicina somente em 1963. No ano seguinte, a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) incluiu, em seu curso de graduação, a disciplina de Saúde Ocupacional. As empresas, sejam ou não centralizadas, desde que tenham mais de 100 funcionários, devem obrigatoriamente contar com um serviço de Saúde Ocupacional, composto por profissionais da área da saúde.


Para fazer a pós-graduação em Enfermagem do Trabalho, é preciso ser graduado em Enfermagem e ter registro no Conselho Regional de Enfermagem (COREN). A duração é de 4 a 12 meses, podendo ser semipresencial ou online. A grade curricular da pós pode contar com disciplinas como:

- Ética e Responsabilidade Social e Profissional; - Enfermagem do Trabalho, Ergonomia e Toxicologia; - Avaliação, Prevenção e Promoção da Saúde Ocupacional.

As avaliações variam conforme a instituição. Geralmente são objetivas, mas podem ser feitas por meio de Resenha Crítica. O módulo final, de conclusão do curso, exige o TCC (ou Trabalho de Conclusão do Curso).


O objetivo do curso é preparar o profissional para desempenhar tarefas na Saúde Ocupacional, oferecendo conhecimentos técnicos, éticos, científicos, legais, para desenvolver trabalho de planejamento, orientação, programação, efetivação de atividades relacionadas à sustentabilidade, promoção da saúde, prevenção de doenças, diagnóstico antecipado, tratamento e reabilitação do paciente. O curso destina-se aos graduados em Enfermagem e em qualquer outra área da Saúde.

Como é o mercado de trabalho para o enfermeiro do trabalho?

A Enfermagem do Trabalho é uma área relativamente nova. Ela surgiu da necessidade de as empresas de qualquer ramo contarem com um profissional do setor de saúde para trabalhar internamente, cuidado da qualidade de vida e do bem-estar dos funcionários. Cada vez mais, as organizações estão tomando consciência da importância de ter um enfermeiro do trabalho para minimizar a ocorrência de acidentes e doenças ocupacionais.


Por esse motivo, as oportunidades são muitas, com vagas disponíveis em empresas privadas e públicas. O profissional pode atuar em hospitais, postos de saúde, indústrias, fábricas, escolas, sindicatos e outros lugares onde suas habilidades possam ser aproveitadas.


A média de salário desse profissional é, aproximadamente, de R$ 3 mil ao mês, considerando uma jornada de trabalho de 36 horas por semana. A remuneração varia conforme a empresa, ficando na faixa entre R$ 2 mil e R$ 5 mil. A jornada parcial de 3 horas por dia também é comum, favorecendo ao enfermeiro o acúmulo de dois ou mais trabalhos, o que ajuda na geração de uma renda maior.

O que um enfermeiro do trabalho faz?

Cabe ao enfermeiro do trabalho uma série de atividades, que envolvem:

1. O planejamento de ações de enfermagem, avaliando as necessidades e os problemas, diagnosticando situações, definindo prioridades e medindo os resultados; 2. A prestação de assistência ao paciente, prescrevendo ações, efetivando procedimentos mais complexos, solicitando exames, prescrevendo remédios, tudo seguindo o protocolo da empresa, avaliando

as condições de higiene dela e a assistência oferecida pela equipe de enfermagem; 3. A padronização de procedimentos e de normas de enfermagem e o monitoramento de todo o processo de trabalho; 4. A programação de ações que promovam a saúde, a participação nos trabalhos de equipes multidisciplinares, a elaboração de estratégias que promovam ações para pessoas e situações específicas; 5. De acordo coma política interna da empresa, a participação em projetos, eventos, comissões, cursos, convênios, programas de extensão e de pesquisa; 6. A elaboração de laudos técnicos e de relatórios na área de especialidade; 7. A participação em programas de treinamento quando houver convocação; 8. O trabalho seguindo as normas técnicas de qualidade, segurança, higiene, produtividade, preservação do meio ambiente; 9. A execução de atividades relacionadas à sua área, usando softwares e equipamentos específicos; 10. A efetivação de outras atividades compatíveis com sua função.


Qual a diferença entre os cursos presencial, semipresencial e online?  A pós-graduação em Enfermagem do Trabalho pode ser feita de forma presencial, semipresencial ou online. Essa diversidade de opções favorece o aluno, o qual poderá escolher a modalidade mais adequada ao seu perfil. Vejamos cada uma delas. Na modalidade presencial, as aulas ocorrem uma vez por semana, reunindo uma quantidade definida de alunos (por exemplo, 30 alunos) que estejam interessados no curso e tenham o curso ofertado em alguma instituição educacional de sua cidade. Na modalidade semipresencial, o curso se estende por 12 meses e envolve 12 encontros presenciais (um em cada mês) com a tutoria de um profissional em sala de aula. O aluno acessa videoaulas online, livros digitais em formato PDF, e o conteúdo online pelo Portal AVA (Ambiente de Aprendizagem Virtual). O curso pode ser feito em qualquer cidade brasileira, desde que haja, pelo menos, 18 pessoas para as reuniões mensais. O município também deve oferecer o curso em algum local físico. A última modalidade, online, caracteriza-se por oferecer um curso inteiramente a distância (EAD). Ele pode durar 4 meses (modo intensivo), 6 meses ou até 12 meses, conforme escolha do próprio aluno no ato da inscrição. Neste artigo, mostramos pontos relevantes sobre o curso de pós-graduação em Enfermagem do Trabalho: disciplinas, o mercado de trabalho, o objetivo do curso, as funções do profissional e outras coisas. O enfermeiro do trabalho certamente se destaca no cenário atual e existem muitas oportunidades que ele pode aproveitar. Interessou-se em fazer essa pós-graduação ou outro curso de boa qualidade? Entre em contato com a a gente e obtenha mais informações!

1 visualização

Avenida 136, 761 11º Andar - Setor Sul
Goiânia GO

©2019 por CURSOS IBES EAD. Representante Faculdade Única, Prominas e Candido Mendes. Os produtos são todos online e entregues em 48 horas aproximadamente.